Direto de Brasília

PRESIDENTE SANCIONA AS MUDANÇAS NAS LEIS TRABALHISTAS. TEMER GANHA DE GOLEADA NA CCJ MAS VOTAÇÃO EM PLENÁRIO FICA PARA AGOSTO.

Meus caros leitores, é impossível um gremista tentar convencer um colorado de que deveria ser gremista. Um flamenguista tentar convencer um vascaíno. Na mesma proporção se pode dizer para os fanáticos seguidores de Lula que ele não é nada do que prega.. Nem mesmo a condenação a mais de nove anos de prisão faz com que, no seu delírio, Lula perca o cinismo. Lula insiste em reunir a sua claque, a sua tribo de fanáticos, que já denominei de Exercito Islâmico Tupiniquim, para iludi-los com promessas que sabidamente não poderá cumprir. Promete o paraíso aos fanáticos que não percebem estarem à beira do inferno. Os juízes da Segunda Turma da Justiça Federal de Porto Alegre sinalizam que podem apreciar a sentença do juiz Moro antes das eleições. Acredito  que até o final deste ano os juízes vão se pronunciar. Se seguirem a sentença de Moro, Lula, além de impedido de concorrer vai para a cadeia. Enquanto os seus fanáticos vão continuar esbravejando e perambulando pelos descaminhos desta orientação perniciosa, desperdiçando oportunidades e energias. Mesmo que tudo isso não aconteça, é evidente que, afora suas milícias, não contará mais com o apoio da população brasileira. O povo já sabe e cada vez mais terá noção do mal que a organização criminosa provocou ao Brasil. Engana-se quem quiser e continuo lembrando. Há sempre um tatu disposto a levar alguém pro buraco. E este tatu hoje chama-se Lula. Siga-o quem quiser. Enquanto isso, a vida segue. Na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o governo deu demonstração de força e estratégia política derrotando o relatório do deputado Sérgio Zveister por 40 votos a 25 e posteriormente aprovou um relatório do deputado Paulo Abi-Akel, rejeitando a abertura de investigações contra Temer. O confronto agora será no Plenário da Câmara onde a oposição precisará de mais de 342 votos para seguir com o processo.  Véspera do recesso e com deputados já viajando para suas bases, a batalha foi adiada para 2 de agosto. Até lá a oposição aposta em novas denúncias contra o Presidente da República, ajudados por Rodrigo Janot, enquanto que Temer e os governistas apostam que a recuperação econômica do país, vai esvaziar o poderio dos adversários. Portanto, daqui até agosto, as brasas da crise ficarão apenas adormecidas. Direto de Brasília, José Woitechumas.

Comentários